O equilíbrio e as quedas no avançar da idade

O equilíbrio e as quedas no avançar da idade

Além do prejuízo físico, as quedas geram um prejuízo psicológico importante como o medo de cair novamente e a insegurança, provocando um sentimento de decadência e fracasso

O medo de cair explica, em grande parte, o estilo de vida sedentário nos idosos. A redução da mobilidade e do equilíbrio aumenta o risco de quedas e o medo da ocorrência de um novo evento. É um ciclo vicioso. A boa notícia é que tem como se prevenir.

O que é o equilíbrio e o porquê das quedas?

É o cerebelo que coordena o sistema de equilíbrio, constituído pelo aparelho vestibular ou labirinto, os olhos (visual) e o somatossensorial.

O envelhecer altera esse sistema e produz diminuição das respostas dos centros controladores da postura.

As quedas são uma incapacidade súbita do controle postural, de corrigir o deslocamento do corpo durante seu movimento no espaço.

Os fatores de risco das quedas são:

Intrínsecos: relacionados ao indivíduo, e

Extrínsecos: relacionados ao ambiente.

Fatores intrínsecos são as inúmeras alterações fisiológicas, como:

  • declínio cognitivo e visual,
  • uso de medicamentos (benzodiazepínicos, sedativos, tranquilizantes) ou a polifarmácia,
  • distúrbios de marcha e equilíbrio,
  • fraqueza muscular,
  • histórico de quedas,
  • idade avançada,
  • tontura,
  • hipotensão postural,
  • artrite, e
  • depressão.

Fatores extrínsecos são:

  • pisos escorregadios, encerados e molhados,
  • ausência de corrimão,
  • assentos sanitários muito baixos,
  • prateleiras muito altas,
  • mesas e cadeiras instáveis,
  • calçados inapropriados,
  • escadarias inseguras,
  • calçadas esburacadas,
  • iluminação inadequada,
  • tapetes soltos ou com dobras,
  • roupas excessivamente compridas, e
  • obstáculos no caminho (objetos, fios).

Estes múltiplos fatores dificultam a prevenção e a compreensão das quedas.

A avaliação dos fatores de risco é uma das estratégias mais eficazes de prevenção, permitindo que se tomem as medidas adequadas.

Após uma queda, as fraturas são uma das consequências mais comuns entre idosos, principalmente as fraturas de quadril, seguidas pelas de punho.

Recomenda-se aos profissionais da saúde, familiares e quem mais possa estar envolvido na atenção ao idoso um investimento intensivo no sentido de identificar os riscos e orientá-lo em relação à prevenção de quedas. A casa onde mora merece atenção especial com medidas simples como uma boa iluminação, uso de pisos e tapetes antiderrapantes, e barras de apoio, principalmente nos banheiros.

Acesse aqui o novo guia contra quedas.

A prática de exercícios físicos é muito útil na prevenção de quedas, uma vez que aumenta a força muscular, melhora o equilíbrio, a flexibilidade, os reflexos, a coordenação motora, a amplitude dos movimentos e a percepção corporal.

Tudo isso é trabalhado em nossas aulas individuais ou em grupo de Ginástica Holística e de Pilates.

INSCREVA-SE EM NOSSA LISTA

para receber informações de saúde e bem-estar!

Concordo fornecer meu email para a Lista "Mailchimp" do "Instituto Cuidados do Corpo" ( mais informações )

Seu email está 100% SEGURO! Você poderá se descadastrar a qualquer momento. Nosso site possui Certificado SSL que utiliza a criptografia mais rígida do mercado!